cheapest yeezy tubular doom shoes yeezy 350 for sale yeezy sply 350 yeezy 350 shoes cheapest yeezy tubular doom shoes yeezy 350 for sale yeezy sply 350 yeezy 350 shoes cheapest yeezy tubular doom shoes yeezy 350 for sale yeezy sply 350 yeezy 350 shoes cheapest yeezy tubular doom shoes yeezy 350 for sale yeezy sply 350 yeezy 350 shoes

A Providência de Deus e a obediência de Tobias - Grupo de Oração João Paulo II
Jesus-Rei-dos-Reis

A Providência de Deus e a obediência de Tobias

A Providência no caminho da obediência

A Providência de Deus rege todas as coisas, ela “é concreta e direita, toma cuidado de tudo, desde as mínimas coisas até os grandes acontecimentos do mundo e da história” (Catecismo da Igreja Católica nº 303).

No livro de Tobias, vê-se a importância da obediência de um filho em relação aos conselhos de um pai, pois a resposta do filho ao pai colabora na realização dos desígnios e da Providência de Deus, como se vê na vida de Tobias.

A obediência não se opõe à liberdade, pelo contrário, “Deus não somente dá às suas criaturas o existir, mas também a dignidade de agirem elas mesmas, de serem causas e princípios umas das outras e de assim cooperarem no cumprimento de seu desígnio” (CIC 306), ou seja, somos livres e não marionetes nas mãos de Deus, e por trazermos em nós a filiação divina, é por amor que caminhamos no Amor.

Conselhos de pai

“Os pais devem considerar seus filhos como filhos de Deus e respeitá-los como pessoas humanas. Educar os filhos no cumprimento da Lei de Deus, mostrando-se eles mesmos obedientes à vontade do Pai dos Céus” (CIC 2222). Essa é a missão do pai e da mãe, educar em Deus os seus filhos e testemunhar com a vida o que educa.

O amor e a presença do pai são fatores imprescindíveis para o filho, e a resposta do filho ao amor do pai é manancial de bênçãos, como aconteceu com Tobit e Tobias.

Diante da situação específica de enfermidade que Tobit estava passando, e percebendo ser seus últimos dias de vida, chama seu filho Tobias e pede um favor a ele; em seguida, orienta-o com vários conselhos. Direciona seu filho em pontos importantes na vida de qualquer pessoa que quer fazer a vontade de Deus, principalmente, no seio de sua família.

Tobit, estando enfermo, pede a seu filho que o sepulte com dignidade quando morrer; em seguida, diz a ele: “Honra tua mãe. Não a abandones todos os dias de tua vida e faze o que lhe agrada. Não entristeças o seu espírito em coisa alguma” (Tb 4,3). Que exemplo de pai é Tobit, que se preocupa em entregar sua esposa aos cuidados de Tobias, dizendo a ele: “lembra-te dela, filho, que passou muitos perigos por tua causa quando estavas em seu seio” (Tb 4,4). Nos dias de hoje, é preciso que os filhos honrem seus pais, que manifestem, por meio de gestos concretos de amor e gratidão, aquilo que são: filhos.

Logo em seguida, Tobit direciona Tobias à fidelidade a Deus. “Em todos os teus dias, filho, tem o Senhor na tua mente, e não consintas em pecar nem em transgredir os seus mandamentos. Pratica a justiça todos os dias de tua vida e não sigas os caminhos da iniquidade” (Tb 4,5).

Obediência de filho

“Filhos, obedecei em tudo aos vossos pais, pois isto agrada ao Senhor” (Cl 3,20).

Após o pai realizar vários pedidos e conselhos a seu filho, as Escrituras narram que “então Tobias respondeu a seu pai, Tobit: Farei tudo o que me ordenaste, meu pai” (Tb 5,1). Que edificante são os filhos que buscam viver segundo o princípio, em que “o respeito filial se revela pela docilidade e pela obediência verdadeira!” (CIC 2216). Pois a obediência aos pais não está antiquada ou ultrapassada, mas é atual e santificante, e colabora para que os filhos não abandonem seus pais, mas os ame, primordialmente, nos momentos mais difíceis da vida.

“O dever da obediência impõe a todos prestar à autoridade as honras a ela devidas e cercar de respeito e, conforme seu mérito, de gratidão e benevolência as pessoas investidas de autoridade” (CIC 1900).

No caminho feito por Tobias até seu casamento, percebe-se a importância da obediência a seu pai, já que a Providência de Deus foi regendo cada passo até o belo encontro de Tobias com Sara. Em nossa vida não é diferente, o que precisamos fazer é não atrapalhar com nossa impaciência, orgulho e vaidade o que Deus quer realizar, mas ser obediente a Ele e a nossos pais, como indica o livro dos Provérbios: “Meu filho, guarda os preceitos de teu pai e não rejeites a instrução de tua mãe. Leva-os sempre atados ao teu coração, e pendurados ao teu pescoço. Quando caminhares, te guiarão; quando dormires, te guardarão e, quando acordares, falarão contigo” (Pr 6,20-22).

Assim como foi na vida de Tobias, que obedeceu ao seu pai, busquemos viver a obediência perante as diversas circunstâncias do cotidiano, e também nos relacionamentos interpessoais. Porque se entende que, na obediência a Deus, “a Providência divina age também por meio da ação das criaturas. Aos seres humanos, Deus concede cooperar livremente para seus desígnios” (CIC 323), ou seja, Deus está todo o tempo conosco e sua ação amorosa acontece também por intermédio das pessoas, quando assim for necessário.

“A providência divina jamais falta ao homem em nada, sob a condição de que ele a aceite” (Santa Catarina de Sena).

POR

Márcio Leandro Fernandes

Natural de Sete Lagoas (MG), é missionário da Comunidade Canção Nova e candidato às Ordens Sacras. Licenciado em Filosofia pela Faculdade Canção Nova, Cachoeira Paulista (SP), Márcio Leandro é também Bacharelando em Teologia pela Faculdade Dehoniana, em Taubaté (SP). Atua no Departamento de Internet da Canção Nova, no Santuário do Pai das Misericórdias e nos Confessionários.

Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Email this to someone